Baladas, barzinhos, bebidas… tudo muito divertido sim, mas tem dias que tudo o que dá vontade de fazer é um potão de pipoca e afundar no sofá pra maratonar alguma série, né? Sei bem como é, não vou te julgar aqui. Sorte a sua é que eu já fiz muito disso e já revirei o catálogo inteiro da Netflix e tenho várias dicas pra você.  Então bora ler o texto pra descobrir o que tem de série nacional e estrangeira por lá!

 

3%

3-netflix-serie-nacional

3% é um dos orgulhinhos do audiovisual brasileiro, e com muita razão! Foi a primeira original da Netflix a ser produzida no Brasil e faz muuuito sucesso na gringa! Logo depois da sua estreia, já se tornou a série de língua não-inglesa mais assistida nos Estados Unidos. Legal, né? Mas, se você tava em uma caverna nos últimos 3 anos e não faz a mínima ideia do que é a 3%, vem que eu te explico. Ela se passa em um mundo distópico meio doido no qual seus habitantes, quando completam 20 anos, podem se inscrever em um processo seletivo bizarro pra irem para o Lado de Lá. Desses candidatos, só 3% são aprovados e conseguem ir pra esse mundo melhor. 

 

The End Of The F***ing World

netflixs-the-end-of-the-fing-world-serie-estrangeira

Essa série é perfeita pra quem quer maratonar mas não tem muita paciência pra passar o final de semana inteiro vendo a mesma coisa (sem tempo, né irmão). São só 8 episódiozinhos de 20 minutos – é quase como ver um filme. Mostra a história de James, que tem 17 anos e a tem certeza de que é um psicopata. Sabendo disso, tá super ansioso pra cometer seu primeiro assassinato. Mas tem umas coisas na vida que não dá pra prever e nem planejar completamente, sabe… E é o caso da aventura que James embarca junto com Alyssa, sua “vítima” que é mais exótica que ele. Vou admitir uma coisa: por mais bizarra que seja, eu também queria uma viagem que nem a deles, cheia de emoções e com quase 0 de planejamento. Ah, e claro: tudo com aquele humor britânico que a gente conhece bem. 

 

Coisa Mais Linda

coisa-mais-linda-serie-nacional

Série carioquíssima que se passa nos anos 1950, Coisa Mais Linda traz assuntos importantíssimos e reflexões mais importantes ainda. Mostra a história de Malu, paulistana e a mais nova mãe solteira em plena década de 50. Seu ex marido acaba de abandoná-la, fugindo com todo o seu dinheiro. Muito tenso! Mesmo com essas dificuldades, ela decide não desistir e vai morar no Rio de Janeiro. Lá, ela segue em busca do seu sonho de abrir um clube noturno de bossa nova. Isso, claro, com muito apoio de outras mulheres presentes na vida dela. Boa pra maratonar num finde com as amigas e fortalecer o girl power!

 

As Telefonistas

as-telefonistas-netflix

Essa é a primeira série espanhola da Netflix, ela também tem a temática feminina em outra época, dessa vez 1920. As Telefonistas, ou Las Chicas del Cable (leia com um sotaque bem portunhol, por favor), mostra a trajetória de quatro mulheres diferentes que têm seu destino cruzado em uma companhia telefônica em Madrid. É cheeeia de questões super importantes de uma época marcante para o feminismo, o movimento sufragista, trabalhista e a própria revolução da telecomunicação. Então, assim: não tem motivo pra não assistir! Até porque é muito bom aprender coisas da história de um jeito gostosinho e fácil, né?

 

Irmão do Jorel

irmao-do-jorel

Já que nem só de reflexões e séries tensas se vive, nada melhor do que uma boa animação pra descansar o cérebro um pouquinho. Mostra o cotidiano de uma família bem extravagante, onde o filho caçula é o protagonista, mas nem tanto. Afinal, nem nome o pobrezinho tem. Sendo muito tímido, o garoto vive na sombra do seu irmão super popular e assim que ele é conhecido. E aí ele tá nessa luta pra ganhar a própria identidade e ter sua importância na família. É tão bom porque mostra um ambiente bem típico de família brasileira dos anos 1980 que a gente ama!  Tudo enquanto o Irmão do Jorel se envolve em várias aventuras e confusões sem sentido e diverte todo mundo que assiste o desenho. 

 

Rick e Morty

rick-e-morty-netflix

Mais uma animação pra agradar a criança interior, a série mostra os acontecimentos do cientista Rick e seu neto Morty. Mas não vai se enganando pela estética bonitinha de animação não, viu? A série é bem mais complexa do que parece – e definitivamente não foi feita pra crianças. Cheia de referências, tem coisas que são até difíceis de pegar de primeira, às vezes é melhor reassistir a série pra entender as maluquices e viagens desse roteiro rico em detalhes.

E, claro: a complexidade de Rick e Morty não para só nas referências, mas sim em toda a história maluca e o multiverso. Como as coisas na vida não são assim preto no branco, na animação não é diferente. O multiverso e suas inúmeras realidades permitem brincar com os personagens, com a dualidade vilão/herói pra cada um, em diferentes perspectivas. Parece até que eu tô falando de uma super ficção científica, mas juro que é super leve e divertido (tirando os tapas na cara que a gente leva de vez em quando, com os choques de realidade da série) e vale muito a pena assistir!

 

Pronto, já te dei tudo bem mastigadinho, agora é só a parte mais difícil: escolher qual você vai assistir! Depois disso, é só se jogar no sofá e aproveitar! Pra ficar [email protected] em mais dicas sobre tudo o que você gosta do mundo geek, só ficar de olho no blog da Funstock!

Mostre esse post
Share